Eu & Rembrandt

Eu & Rembrandt

TÍTULO

O REGRESSO DO FILHO PRÓDIGO

AUTOR

HENRI NOUWEN

Certo dia, perante uma cópia com um pormenor do quadro de Rembrandt, “O Regresso do Filho Pródigo”, Henri Nouwen ficou profundamente comovido, com “vontade de rir e de chorar ao mesmo tempo…”, e deu-se conta de que aquela imagem, do idoso pai abraçando ternamente o filho que retorna a casa, lhe era familiar. Identificou-se de imediato com aquele jovem e a sua necessidade em encontrar o seu lugar bem junto do Deus que o quer acolher sem rodeios. Tal como a todos nós. 

Nouwen foi mesmo até ao Museu Hermitage, em São Petersburgo, para contemplar o original e inspirar-se nos pormenores traçados pelo genial pintor holandês. Essa visita marcou a sua vida e a observação diária da réplica que afixou no seu local de trabalho, na Comunidade L’Arche Daybreak, no Canadá, tornou-se uma jornada de gradual aproximação espiritual ao Pai, e que nos expressa ao elaborar esta obra.

“O Regresso do Filho Pródigo”, editado em português pela Editora A.O., é um poderoso hino à humilde cura através do perdão, da reconciliação, da incondicional permissão para nos recolhermos nos braços do Deus omnipotente.

Nouwen estuda meticulosamente cada pincelada daquela pintura, descobrindo novas facetas de cada personagem – o velho pai, o filho mais velho, e o mais novo, ao colocar-se na pele de cada um. Ao lermos o livro, somos literalmente transportados para o contexto da parábola do filho pródigo, mas confrontando-nos com os nossos comportamentos face a atitudes como o ressentimento, a insubordinação, ou o orgulho.

Sendo uma obra que conta a experiência espiritual de Nouwen, com a qual o leitor provavelmente se identificará, podendo encontrar respostas a dilemas pessoais, como uma terapia afetiva ou de relacionamentos, não deixa de ser uma oportunidade para apreciar a arte e o talento de Rembrandt. A sua obra reflete a compaixão de Deus através do amor daquele pai e a obediência do filho.  


O REGRESSO DO FILHO PRÓDIGO, DE HENRI NOUWEN, PUBLICADO EM PORTUGAL PELA EDITORA A.O.