EDITORIAL: O “X” Marca o Lugar

EDITORIAL: O “X” Marca o Lugar

Apesar de tudo… perseveramos, em prol
da leitura!
Com a presente edição da Biblion, eis-nos
chegados à décima revista. Nada mau, mas
sinceramente, gostaríamos de ter feito ainda
mais nestes quase 3 anos de existência.
No entanto, sentimos o “dever cumprido”,
pelo pioneirismo com que a Biblion se
desenvolveu na promoção da leitura, e na
divulgação de livros e autores. Senão vejamos:
Apesar da parca divulgação da literatura
evangélica, a Biblion apresentou já cerca
de 200 livros, escritores e editores, junto do
nosso público.
Apesar da pequenez do nosso país, a
Biblion alargou o seu espectro de audiência
lançando, em acréscimo ao idioma original,
em português, uma versão da revista em
língua inglesa, tendo já sido lida por leitores
em mais de 100 países.
Apesar da edição literária evangélica em
Portugal ser, cada vez mais inexistente, a
Biblion foi a única editora portuguesa a se
associar à celebração dos 500 anos da Reforma
Protestante, com a publicação da tradução
para português da obra “A Liberdade Cristã”,
de Martinho Lutero.
Apesar de tudo isto, e na expetativa do que
vier a seguir… prosseguimos, pela “causa” da
leitura saudável.

PAULO SÉRGIO GOMES